Pergunte ao advogado: as dúvidas de imigração dos leitores

961
Imigração em Dia

Envie sua pergunta para imigracao@acheiusa.com, que ela será respondida na medida do possível.

Maria Reyes, advogada de imigração do Berman Law Group em Deerfield Beach, telefone (561)826-5200 ext 351.


Estou prestes a me casar com cidadão americano, vou me casar em um estado, mas moro em outro, pra qual localidade por exemplo seguirá o processo de green card quando eu aplicar? Eu poderei escolher o escritório de imigração para onde vai o processo?

Maria Reyes – O processo será enviado para o endereço da imigração de acordo com o tipo de aplicação que você está enviando. Geralmente, o processo é transferido para o escritório de imigração de acordo com o local onde você reside. A cidade em que você se casou não interfere com o local para onde seu processo será enviado.

Somos brasileiros e meu noivo quer se casar aqui nos EUA. Eu tenho visto de estudante e ele já está ilegal. Se eu me casar com ele nessa situação, corro o risco de não conseguir a renovação do meu visto? Fiz meu visto no Brasil.

Maria Reyes – O status de imigração do seu futuro marido não afetará seu status de imigração.

Tenho 37 anos e sou filho de pai americano e vivo no Brasil. Como posso obter o green card? Existe algum processo rápido que eu possa obter o documento?

Maria Reyes – Embora o primeiro passo na obtenção de residência permanente nos EUA (um green card) possa ser patrocinado por um pai/mãe cidadão dos Estados Unidos, há muitos fatores de elegibilidade que precisam ser considerados. Você deve falar com um experiente advogado de imigração para garantir que você se qualifica para este benefício. No que diz respeito a tempos de processamento para filhos adultos de pais de cidadãos americanos, os prazos variam consoante o requerente seja solteiro ou casado.  O tempo de processamento atualmente é entre 7 a 12 anos de espera, dependendo do estado civil do requerente. Infelizmente processamento acelerado não está disponível.

Moro atualmente no Brasil e tenho cidadania italiana. Meu namorado ainda reside na Flórida e está há dois anos ilegal. Queremos nos casar ano que vem, e gostaria de saber se com ele tirando também o passaporte italiano, quanto tempo ele pode entrar nos EUA novamente?

Maria Reyes – Viver nos Estados Unidos por dois anos sem estar em status imigratório legal afetará a capacidade do seu namorado de voltar aos Estados Unidos no futuro. Ter um passaporte italiano ao em vez de um passaporte brasileiro não alteraria a situação. Eu recomendo que você tenha uma consulta com um experiente advogado de imigração sobre este assunto.

Entrei nos Estados Unidos com visto de turista e pedi a extensão da permanência, porém já tem seis meses que eu pedi a extensão e ainda não obtive a resposta, recebi somente a carta dizendo que está em análise. Neste caso eu aguardo a resposta mesmo passando dos 6 meses? Enquanto a resposta não vier independentemente do tempo eu ainda estou legal no país?

Maria Reyes – Nestas circunstâncias, é geralmente recomendado que o requerente deixe os Estados Unidos após o período de seis meses para o qual solicitou na extensão. Esta é apenas uma informação geral e não deve ser interpretada como aconselhamento legal.

Meu afilhado tem visto de 10 anos, já veio várias vezes visitar os Estados Unidos, tem mãe e padrastos que são residentes legais aqui nos US, tem irmã e tio cidadãos americanos. Mas da última vez que veio, em 2016, ultrapassou os 6 meses de estadia. Ficou 2 semanas a mais. E agora quer voltar para passear. Tem alguma punição no caso dele?

Maria Reyes – O período de permanência autorizado de uma pessoa nos Estados Unidos é determinado pela data de “Admissão até” no registro de chegada e partida chamado I-94. Não há punições regulamentares para a readmissão para quem permaneceu além do limite por um período de duas semanas. No entanto, o período de permanência pode ser questionado por um funcionário da alfândega quando a pessoa tentar entrar novamente nos EUA. Aconselho que você tenha uma consulta com um advogado de imigração experiente sobre as circunstâncias específicas do seu caso.