Pergunte ao advogado: as dúvidas de imigração dos leitores

1647
Imigração em Dia

Envie sua pergunta para imigracao@acheiusa.com, que ela será respondida na medida do possível.

Renata Castro, advogada com escritório em Pompano Beach, telefone (954) 204-0393.


Tenho uma ordem de deportação desde 2006 por ter entrado ilegal pela fronteira e não compareci à Corte. Há dois anos sofri um assalto à mão armada. Existe alguma possibilidade de legalização neste caso?

Renata – Mesmo com a ordem de deportação, se o assalto foi investigado pela polícia e você colaborou na investigação, é possível que você obtenha o visto U, que é reservado a vítimas de crimes. No entanto, para obter esse visto, você precisa da certificação da polícia.

Fui para os EUA a turismo, fiquei 6 meses, antes de concluir os seis meses entrei com o pedido de extensão para poder ficar mais 6 meses, porém não aguardei a resposta da aprovação e retornei ao Brasil. No total, fiquei nove meses nos EUA. Estou querendo retornar para visitar, corro risco de ser pego no aeroporto?

Renata – Ficar nos EUA durante o período acima não é  necessariamente uma violação do seu status ou do seu visto, no entanto, se na sua entrada inicial você disse que viria de férias por 10 dias, acabou ficando todo esse tempo, e depois disso você ficou pouco tempo no Brasil e já está retornando é possível que a imigração veja isso como se você tivesse poucos elos com o Brasil e concluir que você está entrando para ficar.

Minha filha de 17 anos é noiva de um rapaz americano que vive no Brasil há 10 anos. Eles planejam morar nos EUA ano que vem, em Boston, cidade que mora a avó, cidadã americana. É melhor para eles se casarem aqui no Brasil ou nos EUA para ela ter a residência? Ele precisa já estar trabalhando ou posso ser o sponsor deles?

Renata – A residência no exterior por parte do namorado americano pode ser um problema no caso de pedido de green card por casamento. Minha sugestão é que o americano entre nos Estados Unidos inicialmente sozinho, estabeleça alguns pontos de residência como carteira de motorista, etc. Será necessário tanto para o visto de noiva K-1 quanto pro green card por casamento a apresentação de um patrocinador financeiro que pode ser o namorado, se ele ja estiver trabalhando, ou se ele tiver alguém disposto a ser o patrocinador responsável financeiramente pela esposa. Não é necessário parentesco.  

Minha sogra está residindo na Flórida por dois anos e está fora do status. No meio do ano eu, meu esposo e meu pai vamos visitá-la. Meu pai tem empresa e imóveis aqui no Brasil e eu e meu esposo temos emprego fixo e imóvel também. Se perguntarem se conhecemos alguém no EUA devemos dizer que a conhecemos?

Renata – É uma violação federal mentir com o objetivo de obter um benefício imigratório, ou seja, é importante que você fale sempre a verdade.

Estou pagando o castigo de dez anos no Brasil, minha filha cidadã americana completa 21 anos em 2020. Depois que eu cumprir o castigo em 2022, ela pode dar entrada no meu green card?

Renata – Você não fala na sua pergunta se o seu castigo é por múltiplas entradas ou se você está cumprindo a penalidade por uma única entrada com período de ilegalidade depois. Essa diferença é importante, pois sua filha não pode ser base para um perdão para você, e em um dos cenários você precisaria de um. Consulte um advogado o quanto antes para discutir suas opções.

Vim para os EUA com o visto de turista, antes de completar meus 6 meses eu solicitei a extensão do meu visto por mais seis meses, apenas recebi uma carta informando que o processo tinha sido recebido pela USCIS. Como não obtive respostas antes de exceder os 6 meses, solicitei mais uma extensão de visto. Gostaria de saber se posso solicitar a mudança de status para estudante, tendo em vista que a minha primeira extensão ainda está pendente?

Renata – SIM! Inclusive sugiro que você dê entrada na mudança de status o quanto antes, para evitar que um resultado adverso nos seus pedidos de extensão impacte suas possibilidades de receber uma aprovação.