Pergunte ao advogado: as dúvidas de imigração dos leitores

0
4774
Imigração em Dia

Colaborou Renata Castro, advogada com escritório em Pompano Beach, telefone (954) 204-0393.

Sou brasileiro, tirei minha cidadania portuguesa. Já morei no Estados unidos ilegalmente por 3,5 anos, tive driver license, conta em banco, carro no meu nome, itin number e tive meu visto negado 2 vezes com o passaporte brasileiro. Quero ir aos Estados Unidos com meu passaporte europeu. Quais as minhas possibilidades de dar certo ou errado?

Renata – Como você já teve violações imigratórias anteriores independentemente da cidadania (no caso, anteriormente com o visto designando cidadania brasileira), o fato de você obter nova cidadania não isenta da necessidade de cumprir com a penalidade de 10 anos após a saída dos EUA. Não vejo como você, legalmente, conseguirá obter o ESTA com o passaporte português em vista da violação.

Vim do Brasil com visto de estudante há dois anos. Um mês atrás eu comecei a usar meu social security que consegui na escola para trabalhar como motorista de UBER. Estou querendo ir ao Brasil em julho, você acha que eu teria problema na imigração na minha volta para os EUA?

Renata – A violação de trabalhar com o visto de estudante geralmente é descoberta mediante inspeção do telefone do indivíduo na entrada no país. Não há como determinar se você terá problema ou não. Reitero que trabalhar com visto de estudante é violação de status.

Fui deportado do aeroporto de New York com visto de turista por acreditarem que eu ia para trabalhar, mas não era essa a minha intenção. Acabei de me formar em engenharia civil e está surgindo a oportunidade de um estágio na Universidade do Texas no laboratório de transportes com outros engenheiros civis professores e irei precisar de um visto do tipo J-1 para essa oportunidade. O que eu devo fazer agora?

Renata – Depende de quando houve a deportação e se foi uma deportação de fato – pode ter sido um withdrawal of application for admission, ou seja, você retirou a sua solicitaçao de entrada nos EUA e por isso não pode entrar. Verifique com um advogado qual foi a sua real situação.

Quero que meu marido seja deportado, morei nos EUA com ele por cinco anos e tivemos dois filhos. Na época, ele me aconselhou a voltar para o Brasil para ele conseguir juntar mais dinheiro. Agora, depois de anos ele falando que sempre voltaria, descobri que ele está com uma mulher há quase quatro anos e que não tenho direito a nada que ele adquiriu. Não quero nada dele, só quero que saiba como é viver aqui no Brasil com duas crianças sozinha. Atualmente ele mora na Califórnia.

Renata – Indivíduos em situação irregular podem ser denunciados diretamente ao ICE, por telefone, no entanto, acho pouco provável que resulte em detenção ou deportação. Se você está no Brasil com filhos dele, as crianças têm direito à pensão e é possível enviar carta rogatória pedindo execução da ordem da justiça brasileira nos Estados Unidos. Se ele voltar para o Brasil sem dinheiro, vai ajudar menos do que já te ajuda hoje. Boa sorte!

Minha família e eu gostaríamos de nos mudar para os EUA. Temos parentes que são cidadãos dos EUA e estamos iniciando o processo de solicitação do green card, por meio da irmã da minha esposa. Para não esperar por este processo, gostaríamos de tentar ir de outra forma: matricular minha esposa em uma escola de inglês, enquanto isso, eu solicito um `work permit` para sustentar minha família legalmente. Este seria o melhor caminho para conseguir mudar para os EUA?  Trabalho com TI e tenho recebido várias propostas, então sei que tenho chances no mercado dos EUA, mas sem o visto é quase impossível.

Renata – Não é possível trabalhar com visto de estudante atrelado a estudo em uma escola de inglês. Sua pergunta é extremamente genérica, portanto, fica difícil definir se esse é o único caminho disponível para você.

Entrei nos EUA com visto turista em setembro 2018 e recebi 6 meses. Saí do país em dezembro, 3 meses após. No fim de janeiro 2019, entrei nos EUA. Estou casada aqui, mas ainda não dei entrada na documentação, estamos no processo da cidadania do meu marido que tem green card desde 1997.  Após a cidadania dele daremos entrada no meu green card. Posso tentar beneficiar minha filha de 18 anos?

Renata – Se o casamento ocorreu depois que sua filha completou 18 anos será necessário aguardar a aprovação da sua documentação para posteriormente fazer a solicitação da documentação dela. Caso o casamento tenha ocorrido antes de ela completar 18 anos, o processo pode ser iniciado junto com o seu, no entanto, fatores pertinentes relacionados a violações imigratórias (caso sua filha esteja presente fisicamente nos EUA) podem fazer com o que processo dela tenha várias etapas. Consulte um advogado o quanto antes.

Isenção de responsabilidade: As informações contidas nestas respostas são fornecidas apenas para fins informativos e não devem ser interpretadas como aconselhamento jurídico sobre qualquer assunto, nem devem ser vistas como estabelecendo uma relação de cliente advogado de qualquer tipo.

Envie sua pergunta para imigracao@acheiusa.com, que ela será respondida na medida do possível.