Pergunte ao advogado: as dúvidas de imigração dos leitores

0
5781
Imigração em Dia

Colaborou Renata Castro, advogada com escritório em Pompano Beach, telefone (954) 204-0393.

Olá, meu marido é americano, mas não declarou renda ainda para ser meu sponsor no green card. Ele não podendo ser meu patrocinador, uma pessoa que já foi sponsor de outra pessoa pode ser minha também?

Renata – Não há limite para o número de pessoas que um indivíduo pode patrocinar, desde que ele tenha a renda estipulada por lei. Portanto, o fato de que ele ou ela patrocinaram outras pessoas não tem impacto no seu caso e na capacidade de patrociná-la.

Oi Renata, tudo bem? Em primeiro lugar quero agradecer por sempre nos manter informados sobre imigração. Tenho certeza que é de grande ajuda para muitos assim como é para mim. Gostaria muito se você pudesse me responder uma pergunta. Eu e meu esposo viemos pelo México, ele há 17 anos eu há 16 anos, nos casamos aqui, temos três filhos de 15, 11, 9 anos e estou grávida do quarto filho. Moramos em Charlotte NC. A pergunta é: existe alguma lei que possa nos legalizar agora ou futuramente?

Renata – Obrigada por acompanhar meu trabalho. O AcheiUSA, um jornal comprometido com informar a comunidade brasileira há décadas, me proporcionou esse portal de contato com vocês, e por isso sou grata. Sua pergunta e muito geral.  Às vezes pessoas qualificam para vistos reservados a vítimas de tráfico humano e desconhecem a elegibilidade. Sugiro que agende uma consulta.

Sou casada com cidadão americano faz 7 anos e temos dois filhos nascidos aqui. Tive uma entrada aqui com visto em 1997 e fiquei 5 anos no país, voltei para o Brasil e retornei pelo México em 2008. Fui informada que tenho que pagar o castigo de 10 anos no Brasil por isso não dei entrada nos papeis ainda. Isso procede?

Renata – Correto. Você, com sua saída e retorno em 2008, acabou sujeita ao Permanent Bar. Salvo se você qualificar para visto T – para vítimas de tráfico humano; VAWA – vítimas de violência doméstica; ou outros vistos humanitários, você infelizmente não poderá receber benefícios imigratórios salvo se voce ficar fora dos Estados Unidos por dez anos.

Gostaria de saber se o visto H2B para estrangeiros sazonais já está sendo aplicado, pois estou interessada em aplicar para este tipo de visto.

Renata – É preciso acompanhar as notificações do governo pela agencia imigratória para determinar a disponibilidade dos vistos  H-2B. Ressalvo que o empregador e quem tem que iniciar o processo, não o funcionário.

Pessoas que estão se entregando na fronteira com crianças e em seguida liberadas, têm alguma possibilidade de conseguir permissão de trabalho? 

Renata – Sem uma petição de asilo pendente, pouco provável.

Estou em processo de cidadania, fiz minha aplicação em agosto de 2017, minha entrevista foi marcada em agosto de 2018, passei no teste de cidadania, durante a entrevista, mas o oficial de imigração disse que não iria tomar uma decisão sobre minha cidadania para que eles pudessem investigar onde eu trabalhei indocumentada quando ainda não tinha meu green card. Eu fui informada que eles mandariam uma resposta por Correio em até 120 dias (4 meses), já se passaram nove meses desde a entrevista e até o momento não recebi comunicação alguma. Existe algo que eu possa fazer para saber como anda meu processo? Estou na Califórnia. Muito obrigada!

Renata – Dificilmente eles seguram um caso de cidadania por trabalho fora de status, salvo se acharem que isso e uma base para cancelar o processo de green card. Sugiro que você faça uma consulta para discutir questões especificas do seu caso. Obrigada.

Isenção de responsabilidade: As informações contidas nestas respostas são fornecidas apenas para fins informativos e não devem ser interpretadas como aconselhamento jurídico sobre qualquer assunto, nem devem ser vistas como estabelecendo uma relação de cliente advogado de qualquer tipo.