Polícia do Nebraska intensifica busca por brasileiros que estão desaparecidos

0
880

A polícia está à procura da pickup Nissan que pertence a Vanderlei Szczepanik, o catarinense que está desaparecido desde dezembro no Nebraska. O carro da família pode ser a peça que falta do quebra-cabeça para elucidar o mistério sobre o paradeiro do brasileiro, sua mulher, Jaqueline, e o filho do casal, Christopher, de sete anos. A família está desaparecida desde 18 de dezembro, data do último contato feito por parentes e amigos.

Policiais não têm ideia do que pode ter acontecido com os Szczepanik e já fizeram uma revista no prédio onde os brasileiros moram. As equipes de peritos não encontraram indícios de que houve crime nem nada que pudesse indicar uma viagem repentina.
Segundo a advogada Iara Morton, que cuida do processo de aprovação para a residência permanente do casal brasileiro, a saída do país poderia ameaçar a obtenção do documento. Na verdade, amigos contaram que na casa todos os pertences estavam no lugar, inclusive o violino do menino. “Eles sempre foram muito corretos e não deixariam trabalhos pendentes”, atestou a filha do primeiro casamento de Jaqueline, Tatiane Costa Klein, que mora em Florianópolis.

Uma das primeiras hipóteses levantadas pela polícia dava conta que eles poderiam estar isolados em algum local, por causa do gelo e da neve. “Não temos qualquer informação sobre os três”, disse o porta-voz da delegacia de Omaha, Jacob Bettin.
Vanderlei e Jaqueline vieram do Brasil há quase dez anos e em 2006 se mudaram para o Nebraska para iniciar um trabalho missionário pela igreja Assembléia de Deus Ministério de Belém.