Postura de Romney sobre imigração entra em análise

0
529

Mitt Romney disse que, caso vença, vetará o DREAM Act e não apoia uma reforma imigratória abrangente

A julgar pelas declarações e posturas tomadas durante a primária de seu partido, a presidência de Mitt Romney dará liberdade para que cada estado aplique sua lei de imigração, veto ao DREAM Act como está previsto hoje e a utilização em todo o país do sistema E-Verify por parte dos empregadores.

Isto é o que está contido numa análise publicada pelo Center for America Progress (CAP), organização progressista em Washington, embora estas conclusões sejam consistentes com as declarações de Mitt Romney durante a campanha.

“Tudo dependerá bastante de quem serão os assessores de Romney”, disse Angela Kelley, especialista em imigração do CAP.”No momento um dos mais destacados é Kris Kobach, padrinho da lei do Arizona SB 1070 e outras leis estaduais, que Romney qualificou como ‘modelo’ para a nação”.

Recentemente, o senador republicano da Flórida, Marco Rubio, falou sobre a possibilidade de um “DREAM Act” modificado para oferecer status legal a jovens indocumentados que vieram como crianças, mas insistiu que isto não dará a eles um status “que permita patrocinarem seus familiares”.

Jennifer Korn, diretora executiva da Hispanic Leadership Network, organização latina conservadora, indicou que isto soava muito partidário”.

“Este é um tipo de retórica muito agressiva, obviamente uma postura de campanha, disse Korn. “A única maneira com a qual vamos poder arrumar a situaçào é com um acordo bipartidário”.

Korn assegurou que o senador Rubio e também Mitt Romney estam dedicados a aprovar algo que ajude as crianças que não fizieram nada de mau. Trabalharão com os dois lados do espectro político”.

Romney comentou sobre estas leis imigratórias, mas disse que seria melhor se o governo federal consertasse o problema para que os estados não tenham de fazer isto. Não podemos ter 50 leis imigratórias