Preço da gasolina na Flórida atinge nível mais baixo em 4 anos

0
2916

Pesquisa aponta que o valor pode contiuar caindo por mais algumas semanas

DA REDAÇÃO COM SUNSENTINEL

JOSELINA REIS
Preço da gasolina na Flórida atinge nível mais baixo em 4 anos

O preço do galão de gasolina na Flórida atingiu seu nível de preço mais baixo em 4 anos e pode, em breve, cair abaixo de $3. Os dados são da empresa de seguros e road side assistance AAA.

Hoje já é possível abastacer o carro pagando menos de $3 em alguns postos do estado, mas a expectativa é de que isso se torne regra e que, com o preço médio, seja cada vez mais frequente.

Em nível nacional, motoristas vêm pagando preços cada vez mais baixos pelo galão do combustível. O preço médio já está abaixo de $3 em 17 estados, incluindo a Geórgia, vizinha da Flórida.

Na segunda-feira (27) o preço médio do galão de gasolina no condado de Broward estava a $3.13 por galão–contra os $3.21 da semana anterior e os $3.34 cobrados no mesmo período em 2013. Mas em algumas cidades, como Davie, era possível abastecer a $2.99 por galão.

“Temos visto o preço da gasolina baixando a uma média de 1 ou 2 centavos por dia”, diz o porta-voz da AAA Josh Carrasco. “Motoristas estão economizando, em média, 65 centavos para cada galão com que abastecem seus carros, na comparação com o ápice do preço em abril, de $ 3.70. Esse dinheiro poupado pode ser gasto em outras coisas, como em presentes de Natal”, disse.

A redução dos preços vem em boa época. Em novembro, os americanos comemoram um dos seus principais feriados, o Thanksgiving, no dia 27 de novembro. O período é conhecido por seu aumento no setor de turismo e consequentemente aumento de viagens e compras.

Motivo
De acordo com reportagem do Miami Herald, é normal que os preços caiam após o verão, mas não uma queda tão significativa. Os Estados Unidos não vêem uma redução tão brusca no preço do galão de gasolina, desde 2010. “Este ano há um grande número de potenciais catalisadores em cima da mesa para fazer deste o declínio mais significativo em um longo tempo e, possivelmente, o mais duradouro”, disse Patrick DeHaan, o analista sênior de petróleo no site GasBuddy.com.

Normalmente, conflitos políticos no Oriente Médio–como as guerras civis na Síria e no Iraque – fazem o preço do petróleo bruto subir. Mas isso não está interferindo nos preços, em parte porque a tecnologia de extração de petróleo melhorou, em parte porque a desaceleração econômica na Europa e na China estão reduzindo a demanda.

Quando a Arábia Saudita anunciou no mês passado que estava cortando os preços em até $1 por barril, o Irã eo Iraque prontamente declararam suas próprias reduções de preços. A pressão sobre os preços continuaram desde então, culminando com essa queda. O consumidor agradece.