Prisões durante protestos contra lei imigratória da Geórgia

0
682

Seis estudantes indocumentados que participaram do protesto foram presos em Atlanta por obstruir o tráfego

Um protesto contra a polêmica lei imigratória da Geórgia terminou nesta terça-feira com seis jovens indocumentados presos pela polícia. Os manifestantes foram detidos em Atlanta após se sentarem e bloquearem o tráfego em um cruzamento próximo à Assembleia Legislativa da Geórgia.

Os detidos, junto com outras dezenas de pessoas que se reuniram no local, declararam publicamente sua situação imigratória como indocumentados, e fustigaram as políticas estaduais contra a imigração ilegal, em especial a lei HB 87, aprovada pela legislatura estadual.

A lei imigratória da Geórgia, considerada uma das mais duras do país, foi inspirada na Lei SB 1070 do Arizona e criminaliza a permanência indocumentada, além de conceder poderes extras aos policiais locais para prender indivíduos caso suspeitem tratar-se de indocumentados.

As partes mais polêmicas da Lei HB 87, que entra em vigor nesta sexta-feira, encontram-se suspensas temporariamente por uma corte federal.

O juiz Thomas Thrash suspendeu o castigo às pessoas que transportem ou deem abrigo a imigrantes indocumentados e os poderes extraordinários concedidos aos agentes da polícia local para verificar a situação imigratória de pessoas que não possam mostrar uma identificação e comprovem ter permissão de estadia legal no país.

Na demanda contra a lei da Geórgia, encabeçada pela União Americana de Liberdades Civis (ACLU), os advogados solicitaram à corte que declare inconstitucional a HB 87 e pediram que ela seja bloqueada em sua totalidade até a conclusão do caso.

Vários grupos, inclusive aqueles que representam empresas agrícolas, proprietários de restaurantes e organizações de interesse comercial na Geórgia, pedem que a lei não entre em vigor e manifestaram preocupação com a possibilidade de serem punidos por não revisarem adequadamente os documentos de novos contratados.