Programas de perda de peso podem economizar bilhões para o Medicare

0
690

O Medicare pode economizar bilhões de dólares se as pessoas que são pré-diabéticas ou correm risco de uma doença cardiovascular entrarem em programas comunitários de perda de peso

Pesquisadores projetaram uma economia de custo considerável para o programa de cuidado com a saúde do governo se milhões de pessoas nos EUA entre 60 e 64 anos participassem de um programa que os ajudassem a perder peso e adquirir hábitos de vida mais saudáveis. Eles basearam suas descobertas num programa de prevenção de diabetes do YMCA que está presente em 50 unidades em 24 estados. Em um estudo de programa similar, os participantes perderam em média 7% dos seus pesos corporais e mantiveram uma expectativa de vida extra de 2,8 anos. A prevalência de diabetes caiu 71% entre as pessoas com mais de 60 anos.

Os autores do estudo preveem economia para o Medicare num período de 10 anos bem como para a expectativa de vida das pessoas. Se 70% das pessoas elegíveis entre 60 e 64 anos com um BMI (índice de massa corporal) de 24 ou mais se inscreverem, o programa custaria $590 milhões. Mas isto também significaria uma economia líquida de $2.3 bilhões para o Medicare em 10 anos e uma economia durante a vida de $9.3 bilhões. Com uma média de 55% de participação, a economia líquida seria de $1.8 bilhão em 10 anos e de $7.3 bilhões sobre o tempo de vida dos participantes.

Incluindo as pessoas obesas e as que estão acima do peso que também têm doenças cardiovasculares e índices de pressão alta e de colesterol alto (mesmo que não sejam pré-diabéticos) isto acrescentaria $1.4 bilhão adicional em economia em 10 anos e uma economia extra de $5.8 bilhões na vida toda, com uma taxa de 70% de inscrição. Com 55% de participação haveria uma economia de $1.2 bilhão em 10 anos e de $4.6 bilhões na vida toda.

O negócio é cuidar da saúde, porque isto também se reflete positiviamente em sua conta bancária ao gastar menos com consultas médicas e remédios.