Publix instalará energia alternativa para os consumidores terem gelo e comida fresca depois dos furacões

0
586

A rede de supermercados está prevenindo-se contra possíveis danos do furacão

O Publix Super Markets revelou nesta segunda-feira (13/03) um plano que exigirá $100 milhões para instalar geradores como energia alternativa nas lojas do sul da Flórida, a fim de evitar falta de comida e filas longas que castigaram as lojas depois da passagem do furacão Wilma.

O Publix espera que no mês de julho um terço de suas lojas equipadas com o sistema alternativo, incluindo algumas dos condados de Broward e Palm Beach, já tenham recebido suas permissões para operar. “Temos um plano”, disse Maria Brous, porta-voz do Publix, “mas, para viabilizar nosso plano, precisamos que as autoridades municipais sejam rápidas na aprovação do processo de permissão”.

No geral, a rede pretende instalar 400 geradores móveis e estacionários nas lojas localizadas em áreas sujeitas a furacões. O projeto já está em andamento e concentra-se nas lojas das costas sudeste e sudoeste da Flórida, na Flórida Panhandle, na costa da Geórgia e de South Carolina.

Os geradores permitirão à companhia operar os departamentos de produtos perecíveis, como carnes, laticínios e comida congelada, que são parcialmente atendidos pelos sistemas existentes de geradores. Isto significa que itens de alta demanda como gelo e leite estarão disponíveis para os consumidores.

Os geradores permanentes de 500 kilowatts terão sensores automatizados para ligar, juntamente com um tanque de combustível duplo que contém 1.000 galões de óleo diesel. Isto manterá as lojas operando mesmo durante uma prolongada falta de energia. “Estes geradores são a resposta para tornar estes itens perecíveis totalmente disponíveis logo após a passagem de um furacão”, afirmou Brous, destacando que o Publix perdeu mais de $60 milhões depois dos quatro furacões de 2004.

O Publix comentou que espera ter todas suas lojas com estes equipamentos até julho de 2007. Até o momento, o Publix submeteu 44 solicitações de permissão em várias áreas do estado, e apenas pouco mais da metade foram aprovadas.

O plano da rede de supermercados abrange 72 lojas no condado de Broward, 71 no condado de Miami-Dade County, e três no condado de Monroe, além de uma parcela das 72 lojas do condado de Palm Beach. As autoridades de Miami-Dade se comprometeram a auxiliar a rede a ter seus processos aprovados rapidamente.