Recesso parlamentar deve esfriar crise

0
504

Sarney, alvo das denúncias, faz discurso para um plenário já vazio

O recesso parlamentar de meio do ano não poderia vir em melhor hora para o presidente do Senado Federal brasileiro, José Sarney. Ele, que está no olho do furacão das sucessivas denúncias de nepotismo, desvio de verbas e outras irregularidades, discursou para um plenário vazio antes das duas semanas que os parlamentares terão de folga, confirmando que não deixará o cargo, apesar dos escândalos. “A injustiça somente pode ser combatida com o silêncio, a paciência e o tempo”, disse o senador, citando o filósofo romano Lucius Aneu Séneca.
Sarney aproveitou para fazer um balanço das atividades legislativas do semestre e voltou a acusar a imprensa de invadir sua vida pessoal. “Foi um semestre de intenso trabalho legislativo, que conseguimos realizar apesar das medidas provisórias e da crise política que se personificou em mim”, disse.