Histórico

Reforma imigratória parada nas audiências

Com a lentidão nas audiências, não há sinais de que o plano de legalização seja colocado em votação em breve

Dois meses depois do Senado aprovar um plano para legalizar milhões de indocumentados, a reforma imigratória encontra-se detida em várias audiências públicas nas quais fala-se de gastos, muros, vigilância, soldados, narcotráfico, terrorismo e delinqüência.

Na quarta-feira (2) em San Diego, Califóirnia, um grupo de congressistas republicanos assegurou que os imigrantes indocumentados afetam o bolso dos contribuintes ao receber serviços públicos, enquanto outros condenaram a proposta do Senado por incluir um plano que concede a cidadania.

Os democratas, por sua vez, criticaram os líderes republicanos ao dizer que eles estão caminhando para um ponto morto a fim de evitar um racha entre correligionários por causa daquilo que definiram como “arrasadora” reforma imigratória antes da eleição de 7 de novembro.

As audiências públicas foram convocadas pelo líder da Câmara de Deputados, Dennis Hastert, no final de junho com o propósito, segundo ele, de revisar a versão do Senado.

Baixe nosso aplicativo