Rejeição a Hillary Clinton chega a 46%, diz pesquisa

0
502

Na eleição presidencial dos EUA, Rudolph Giuliani, ex-prefeito republicano de Nova York, e o democrata Barack Obama têm rejeição de 31% e 33%, respectivamente

Uma pesquisa do instituto de pesquisas Zogby indicou que a senadora democrata Hillary Clinton tem um dos maiores níveis de rejeição para as eleições presidenciais americanas, enquanto seu principal rival, o republicano Rudolph Giuliani, tem o maior nível de aceitação entre o eleitorado.

A rejeição à ex-primeira dama, que representa o Estado de Nova York no Senado americano, chegou a 46%, a maior entre os pré-candidatos democratas.

Já seu rival, que era o prefeito de Nova York durante os atentados às Torres Gêmeas de 11 de setembro de 2001, não receberia os votos de 31% dos americanos entrevistados entre os dias 7 e 9 de março. Foi o melhor desempenho registrado na pesquisa.

A lista da rejeição foi encabeçada pelo republicano Newt Gringrich, que liderou o Congresso em 1994. Mais da metade dos entrevistados (53%) disse que não votaria por ele.

Concorrentes
A pesquisa revelou que o senador de Illinois e pré-candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, também está entre os candidatos com menor rejeição junto ao eleitorado.

Exatamente um terço (33%) dos entrevistados disse que não votaria em Obama, que disputará com Hillary o direito de representar o partido nas eleições do ano que vem.

Por causa da margem de erro da pesquisa – 3,1 pontos porcentuais para mais ou para menos – a rejeição a Obama é tecnicamente igual à do também democrata John Edwards, vice na chapa que perdeu as eleições de 2000.

Mas as pesquisas de opinião têm dado a Edwards índices menores de intenção de votos que a Hillary ou Obama.

Do lado republicano, o senador John McCain – que perdeu no ano 2000 a indicação republicana para o atual presidente, George W. Bush – tem 32% da rejeição, indicou a pesquisa.

McCain é o segundo republicano que mais recebe indicações de voto nas pesquisas eleitorais.

Atrás dele, o também republicano Mitt Romney, ex-governador do Estado de Massachussetts, foi rejeitado por 39% dos entrevistados.

A pesquisa avaliou ainda a rejeição do democrata Al Gore, que encabeçou a chapa do partido no ano 2000.

Gore – que não é pré-candidato à Casa Branca, mas tem tido muita visibilidade com seu documentário Uma Verdade Inconveniente – recebeu a rejeição de 39% dos entrevistados.