Republicanos já admitem que podem votar a reforma imigratória

0
727

John Boehner, líder do partido na Câmara, diz a doadores de campanha que está “determinado a fazer isso acontecer este ano”, e o deputado Goodlatte confirma que o tema será debatido em junho ou julho

John BoehnerDurante uma cerimônia para levantar fundos de campanha, em Las Vegas, no mês passado, o líder da maioria na Câmara (Speaker of the House), John Boehner (R-Ohio), disse que ele estava “determinado” a acabar com o impasse da reforma imigratória ainda este ano, de acordo com que declararam à imprensa vários dos presentes ao encontro.

Outro parlamentar, Bob Goodlatte (R-Va.), disse a um grupo de empresários do Vale do Silício que estava otimista quanto ao assunto. Goodlate deixou entender que a Câmara deve considerar de cinco a sete projetos ligados à reforma, e o assistente de um outro parlamentar disse que tudo estará pronto em junho ou julho.

Há uma boa chance de que Boehner esteja dizendo aos doadores de campanha aquilo que eles querem ouvir. A divisão no Partido Republicano é em grande parte entre os contribuintes de campanha e as instituições estabelecidas — que defendem uma política favorável a mudanças que incluam uma reforma imigratória, para garantir o futuro junto ao eleitorado latino — e o base de extrema direita, que apoia medidas ainda mais restritivas à imigração.

Em outras palavras, Boehner pode estar escolhendo um lado, ao dizer para os contribuintes o que eles querem ouvir