Restauração dos Everglades está em perigo

0
724

Por causa disso, vários programas de pesquisa serão suspensos, prejudicando o trabalho de recuperação do ecossistema

As entidades oficiais encarregadas da restauração dos Everglades preparam-se para reduzir um importante programa que deveria determinar se seu trabalho afeta as plantas e os animais, desde as algas, no início da cadeia alimentar, até os crocodilos.

O orçamento do programa, que avalia espécies indicadoras importantes, sinais vitais dos complexos e interconectados ecossistemas dos Everglades, será reduzido em quase 60 por cento e uma dezena de projetos de pesquisas serão eliminados completamente.

As reduções, que estão praticamente decididas, provocaram fortes críticas de alguns membros do grupo interinstitucional de restauração dos Everglades. O grupo alertou que a falta de informações poderá comprometer o ambicioso esforço milionário de restauração.

É devastador. Elimina completamente a pesquisa científica, a base de tudo, disse Ronnie Best, coordenador do maior programa científico nos Everglades do Serviço Geológico federal. Não podemos seguir adiante com a confiança de que faremos algo que marque uma diferença, porque não teremos informações científicas para confirmar.

As reduções saem das duas entidades que dividem o custo do ambicioso esforço de0 restauração dos Everglades, de $14 bilhões: o Distrito de Administração Hidráulica do sul da Flórida e o Corpo de Engenheiros do Exército.

A junta que governa o distrito, sob ordens do gobernador Rick Scott e dos legisladores estaduais para reduzir 30 por cento do gasto anual, aprovou a semana passada um austero ornamento de $600 milhões que eliminou $130 milhões por meio de demissões e reduções de benefícios, assim como demoras na manutenção e projetos nos Everglades.

Susan Gray, chefe científica ambiental do distrito, disse que a entidade trabalhou com o Corpo de Engenheiros, assim como com outras entidades e pesquisadores acadêmicos que gerenciam a supervisão para priorizar os projetos diante da difícil situação financeira.

O distrito está legalmente obrigado a supervisionar, disse Gray, mas as reduções foram feitas de maneira a manter as medidas importantes de supervisão em todo o ecossistema dos Everglades, que vai do rio Kissimmee até Florida Bay.

Entre as medidas de controle eliminadas estão: acompanhamento da vegetação submersa na Baía de Biscayne, a Lagoa Indian River e Loxahatchee, a qualidade da água, a circulação e asalinidade nas áreas costeiras, a avaliação de jacarés, peixes nos pântanos e manguezais, e o camarão rosado. O acompanhamento dos prejuízos causados pelas algas na Florida Bay, um problema persistente, também pode ser eliminado. E os fundos para vários projetos serão reduzidos entre 10 e 83 por cento.