Senado iniciou timidamente debates sobre imigração

0
567

Assunto foi citado por senadores, ontem, mas não entrou em pauta de discussão ainda

Da redação
O primeiro dia de debates sobre a reforma imigratória, no Senado, foi tímido. Na pauta do dia de ontem, uma nova regulamentação sobre as clínicas de cobaias humanas, onde os medicamentos norte-americanos são testados antes de serem aprovados pelo FDA – Federal Drugs Administration, foi o foco de atenção dos senadores.
Os projetos de reforma já tramitam na Casa, e segundo o democrata Harry Reid, líder da sua bancada no Senado, os debates seriam iniciados ontem e transcorreriam até o dia 14. Esse prazo não deve ser confirmado se depender dos republicanos, que já deram a entender que não terão tanta pressa em aprovar uma lei “tão importante”.
“É uma importante bill (projeto) mas tem que ser lido e discutido com atenção. São 600 páginas de regulamentos que não podem ser aprovados sem uma profunda apreciação”, afirmou o senador Jeff Sessions, ontem. Ele foi um dos únicos legisladores a ocupar a tribuna do senado norte-americano para falar sobre imigração. Mas seu discurso para os colegas foi desencorajador. Sua convocação aos republicanos foi para não se apressarem em votar um projeto que possa “provocar raiva” nos cidadãos norte-americanos.
Ele defende que haja uma reforma no sistema imigratório mas disse não acreditar que as normas propostas até então, dispostas em três projetos de reformas que deram entrada na Casa, serão a solução ideal para os imigrantes. Ele não defende a anistia e pediu aos colegas que criem uma lei “correta e justa, que não vá contra os interesses dos cidadãos”. Jeff também é contra a concessão de benefícios aos imigrantes que tenham vivido no país ilegalmente, e defende a abertura das portas do país apenas para imigrantes que comprovem alto nível educacional.
Os debates do Senado norte-americano podem ser conferidos ao vivo no canal C-SPAN (canal 21 em Broward), ou pelo website www.c-span.org).