Senado terá obra avaliada em mais de R$5 milhões

0
567

Reforma mudará a cara do plenário, onde políticos atrasam debates de temas importantes

Piso e tapetes novos, um novo sistema de ar condicionado e iluminação e até uma moderna forração para o teto. O Senado federal já se prepara para iniciar a sua 54ª Legislatura, em fevereiro de 2011, com os 81 senadores que serão eleitos no pleito de outubro. A obra para reformar completamente o plenário da casa vai custar aos cofres públicos a bagatela de 5,15 milhões de reais, mas os debates sobre questões importantes à sociedade continuam parados.

O aviso de licitação para a obra já foi publicado no Diário Oficial. A justificativa técnica para a reforma é que a estrutura do local está velha e põe em risco a vida de parlamentares, servidores e visitantes do plenário, centro dos debates e votações. É uma questão de segurança. O que vai ser feito é urgente e básico. Não haverá ampliação do plenário”, garantiu o primeiro-secretário do Senado, Heráclito Fortes (DEM-PI).

Os trabalhos devem começar no fim do segundo semestre, e a primeira etapa da reforma será concluída até o dia 20 de dezembro, sem comprometer as votações.