Sites brasileiros de financiamento coletivo recebem apoio do exterior

0
629

Foi-se o tempo em que era preciso bater de porta em porta para buscar investimento e executar um projeto. Os sites de financiamento coletivo vieram para facilitar esse processo de captação de recursos e são cada vez mais comuns no Brasil, chamando a atenção inclusive de apoiadores estrangeiros.

O chamado crowdfunding, termo em inglês que significa arrecadação de multidão, tem como objetivo ajudar a financiar iniciativas diversas.
Qualquer pessoa pode doar quantias em dinheiro a projetos que chamarem atenção nos sites, recebendo pela doação recompensas não financeiras.

Em um dos mais bem-sucedidos sites de arrecadação no Brasil, o Catarse, no ar desde janeiro de 2011, o idealizador cadastra o projeto no site e aguarda a avaliação de acordo com os pré-requisitos de criatividade, oferecimento de benefícios coletivos e recompensas para quem doar. Segundo o Catarse, a avaliação é bem rigorosa: apenas cerca de 30% dos projetos enviados vão ao ar, só podendo participar projetos de brasileiros. Após o projeto ser aprovado, ele é aberto para a arrecadação, e o autor só recebe o dinheiro se for atingida a meta no tempo determinado. O Catarse fica com 13% do valor arrecadado dos projetos bem-sucedidos. Se o projeto não atingir a meta, quem doou pode ficar com créditos para ajudar outro projeto ou pedir o estorno do valor doado.

De acordo com o Catarse, já contribuíram com projetos 1.746 apoiadores do exterior, totalizando uma quantia de R$ 222.619. O número geral do Catarse é de 86 mil apoiadores, totalizando R$ 10,6 milhões em doações. Para o Catarse, crowdfunding é uma ferramenta que facilita a divulgação de projetos brasileiros no exterior. As contribuições são feitas por meio do Paypal, ferramenta de pagamento online, como uma compra regular. Dentre as principais categorias que chamam a atenção dos estrangeiros estão as de música, cinema e comunidade – as mesmas de maior interesse nacional, além de design. O documentário Belo Monte – Anúncio de uma Guerra, que fala sobre a construção da Usina de Belo Monte no Pará, na categoria de cinema e vídeo, foi um dos projetos bem-sucedidos que mais tiveram apoio do exterior, por conta do interesse internacional que o tema desperta. Do total dos R$ 140 mil arrecadados para o projeto, R$ 7.111 foram doados por 162 apoiadores estrangeiros.