Solicitações serão recebidas pelo USCIS a partir de 15 de agosto

0
430

O ideal é os jovens irem juntando os documentos necessários que o USCIS vai pedir no momento do processamento das solicitações

A pouco mais de duas semanas de iniciar oficialmente o processo de envio e recepção de solicitações para os Dreamers (jovens indocumentados menores de 30 anos que entraram nos Estados Unidos antes dos 16 anos), a Coalizão de Direitos Humanos dos Imigrantes de Los Angeles (CHIRLA) está pedindo que se preparem recolhendo as informações necessárias, e que economizem para que possam pagar os $465 que custará o processo.

O Serviço de Cidadania e Imigração dos Estados Unidos (USCIS) começará a aceitar as solicitações para a “Ação Diferida Para os Chegados na Infância” a partir de 15 de agosto. As solicitações enviadas antes desta data serão rejeitadas, conforme consta na Webpage do USCIS.

A ação diferida é uma forma de proteção que se estende por dois anos e pode ser renovada antes de seu vencimento.
A CHIRLA colocou à disposição dados explicativos sobre os seis passos que estes jovens precisam seguir se quiserem solicitar o benefício imigratório que lhes dará uma permissão de trabalho, um número válido de seguro social e acesso à carteira de motorista estadual.

Como primeiro passo, os jovens devem comprovar sua identidade mostrando seu certificado de nascimento, cópia de passaporte ou certificado de batismo neste país.

O segundo passo é comprovar que chegou nos Estados Unidos antes dos 16 anos. Para isto, são necessários diplomas ou transcrições escolares, cartões de qualificações, atestados médicos ou qualquer documento que tenha sido expedido quando a pessoa tinha menos de 16 anos.

O terceiro passo é comprovar que tem vivido nos Estados Unidos continuamente desde 15 de junho de 2007. Para isto, é preciso algum atestado escolar ou recibo.

O quarto passo é comprovar que obteve seu certificado de High School (escola secundária) ou sua equivalência como o GED.
O quinto passo aplica-se se à pessoa que serviu nas Forças Armadas ou Guarda Costeira dos Estados Unidos. Estas pessoas precisam ter o formulário DD-214 disponível.

E o último passo está relacionado com o custo econômico da solicitação. As pessoas que se registrarem para este benefício têm de pagar $85 para cobrir o custo das impressões digitais e $380 para a permissão de trabalho. Ainda não se sabe se o USCIS cobrará por algum outro processamento.

Jorge Mario Cabrera, representante da CHIRLA, explicou que qualquer pessoa que tenha recorde criminal ou que tenha um DUI (dirigir sob a influência de bebidas alcoólicas ou drogas) não poderá beneficiar-se desta lei.
“É possível que se tiver só um DUI um advogado especializado possa pedir que perdoem a falta, mas tem que ser alguém que sabe o que fazer e como fazer”, disse Cabrera, que recomendou às pessoas fugirem dos notários e dos advogados que garantem poder agilizar o processo.

Cabrera disse ter recebido queixas de que alguns advogados estão cobrando $2 mil e asseguram que farão o processo de maneira mais fácil