Strikers enfrenta Jacksonville neste sábado

0
604

Time de Fort Lauderdale precisa se recuperar da derrota da estreia

Neste sábado (11) o Strikers enfrenta o Jacksonville Armada, às 7:30pm, no Lockhart Stadium, em Fort Lauderdale. O time tenta se recuperar da derrota por 1 a 0 contra o New York Cosmos na estreia da NASL (North American Soccer League), segunda liga independente com mais prestígio nos Estados Unidos. Os ingressos para a partida custam a partir de $12 dólares e estão disponíveis pelo site www.strikers.com.

No último sábado (4), a estreia do ex-lateral do Flamengo Léo Moura pelo time de futebol Fort Lauderdale Strikers não foi a que a torcida esperava, em especial, a brasileira que era grande parte dos 11.691 espectadores presentes ao Lockhart Stadium. A equipe que tem Ronaldo Fenômeno como um dos principais acionistas perdeu em casa na estreia da A equipe da Flórida foi derrotada por 1 a 0 pelo New York Cosmos. O público do estádio foi recorde.

Apesar da derrota, o camisa 10 Léo Moura teve uma boa participação na distribuição de jogadas do Strikers, mas esbarrou na falta de entrosamento. Léo Moura assustou o goleiro do Cosmos em bela cobrança de falta, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora.

O único gol da partida foi marcado aos 12 minutos do segundo tempo em uma jogada de escanteio. O gol foi marcado pelo brasileiro Leo Fernandes que subiu mais alto que a zaga do Strikers e marcou de cabeça. O jogador de 23 anos fez sua carreira toda nos Estados Unidos e ainda é pouco conhecido pelos brasileiros.

“Nós estamos tristes porque decepcionamos a torcida. Mas vamos trabalhar bastante e reverter o resultado no próximo jogo contra o Jacksonville”, disse o técnico do time Marcelo Neveleff.

O destaque do jogo pelo Cosmos foi Raúl Gonzáles, maior recordista de gols da história do Real Madrid. Raúl deixou o campo no intervalo, antes do gol da vitória nova-iorquina.

Após a partida, o jogador do Cosmos Raúl afirmou que ainda enfrenta problemas musculares: “Eu senti um pouco de desconforto no tendão da perna para voltar para o segundo tempo. Então preferi parar para não agravar. Espero que não seja nada mais grave” disse Raúl ao jornal espanhol Marca.