Talento Nosso: Para ser visto, lido e ouvido

0
589

Paul Constantinides é fotógrafo, mas também tem farta produção de textos e até músicas

O personagem do Talento Nosso desta edição é fotógrafo, mas ele bem que poderia figurar na página de cultura ou esportes com um de seus textos. Afinal, Paul Constantinides escreve periodicamente para três blogs, sobre música, cinema e futebol, e ainda publica suas crônicas em jornais e revistas de São Paulo. E mais: é também letrista de músicas.

Paul ConstantinidesAmericano de San Diego (Califórnia) e descendentes de gregos, Paul foi para o Brasil ainda com quatro anos de idade e se considera brasileiro. Ele e a família se instalaram no interior de São Paulo, particularmente na região do Vale do Paraíba, devido à atividade comercial dos pais, e desde cedo demonstrou talento para as artes.
Mesmo durante o período em que cursava Arquitetura numa universidade em Mogi das Cruzes (SP), ele já indicava sua preferência pelos textos e imagens. Com amigos, ele publicou revistas alternativas que eram vendidas nos bares e pontos de agito cultural da noite paulistana. Anos mais tarde, ingressou no Teatro Oficina, do diretor Zé Celso Martinez. Na mesma época, publicou o ‘Jornal do Coro’ e integrou a banda ‘Vapor Barato’, como letrista e fotógrafo. O grupo fez parte do movimento de música independente e lançou um disco em 1982.

Ainda na década de 80 iniciou a carreira como fotógrafo still (trabalhando em parceria com o continuísta) para as TVs Record e Globo, além de várias empresas cinematográficas. “Nessa época fiz muita cobertura de shows e apresentações de dança e teatro”, lembra Paul.
Na carreira já fez exposições coletivas e individuais, entre elas no Masp, no Museu de Arte Moderna no Rio de Janeiro e até em Havana (Cuba). Suas fotos ilustraram também livros, como a obra ‘SP, gigante e intimista’, com imagens da maior cidade da América Latina feitas por 12 fotógrafos.

Em 2000 voltou para os Estados Unidos e começou a trabalhar para periódicos da Flórida. Teve oportunidade de registrar grandes eventos, como o Torneio de Tênis Sony-Ericsson em Key Biscayne e as corridas da Fórmula Kart, em Homesteade. Sua última mostra aconteceu na Bliblioteca Central de Broward, em Plantation.

A experiência como letrista já dura 10 anos e com seu parceiro musical, o instrumentista Antonio Oviedo, está lançando o primeiro trabalho, intitulado ‘Pescador’, pela Gravadora Alvo. Todas as 12 composições do CD foram escritas e musicadas pela dupla.
Mas nos últimos meses Paul vem despejando suas energias num projeto fotográfico que consiste em  registrar a comunidade artística brasileira no exterior, especialmente no Sul da Flórida. Antonio Adolfo, o grupo Brazilian Voices, Eliane Goretkin, Rose Max & Ramatis, Naza e Mariana Martin já foram enquadrados pela lente do fotógrafo. O resultado pode ser conferido no site www.artmajeur.com/constantinides.