Taxista indiano confessa assassinato 250 passageiros em 4 meses

0
969

Com a ajuda de um cúmplice o taxista matava os clientes para roubar seus pertences

Um taxista do estado de Uttar Pradesh, no norte da Índia, confessou ter assassinado 250 passageiros nos últimos quatro meses, segundo uma fonte policial citada nesta sexta-feira, 30, pela agência Ians.
A polícia deteve o taxista, um homem de meia-idade identificado como Salim, durante uma investigação sobre a morte de um médico e um engenheiro. Os dois corpos foram achados nos arredores da cidade de Meerut em fevereiro, segundo o superintendente policial Dipesh Juneja.
A pista que levou os agentes a encontrar o assassino foi o telefone celular que pertencia ao médico e que depois foi usado pelo taxista.
No interrogatório, os policiais se surpreenderam quando o taxista confessou ser o autor de 250 mortes nos últimos quatro meses.
Salim afirmou que, ao lado de um cúmplice, matou os passageiros, entre eles homens, mulheres e crianças, para roubar as suas posses.