Tiroteio em base naval em Washington deixa mortos e feridos

0
531

Número de mortos ainda não foi confirmado

DA REDAÇÃO, COM AGÊNCIAS – Atiradores abriram fogo na manhã desta segunda-feira (16) matando pelo menos seis pessoas na sede do Comando de Sistemas Maritimos, em Washington. A chefe da polícia local, Cathy Lanier, não confirmou o número de mortes, mas informou que um atirador morreu.

Um dos foragidos seria um homem negro e o outro um homem branco. Ambos estariam vestindo uniformes das Forças Armadas, segundo testemunhas, o que teria facilitado o acesso ao local.

Fontes internas informaram que o atirador que morreu era empregado da Marinha Americana e teria mudado de função há pouco tempo, mas as autoridades não confirmaram, apenas disseram que não há relação com terrorismo. Testemunhas disseram que o tiroteio começou no quarto andar do edifício.

Sobre o ataque, o presidente americano Barack Obama disse: “esses homens e mulheres estavam trabalhando, fazendo seu trabalho, nos protegendo”. Obama disse que quer que autoridades federais e locais trabalhem juntas na investigação e que fará tudo para que os autores sejam responsabilizados.

O tiroteio levou à suspensão de voos do aeroporto Ronald Reagan, de Washington. Chris Paolino, porta-voz do aeroporto, disse que as aeronaves que chegam podem seguir pousando e que o edifício permanece aberto aos passageiros, embora todas as partidas tenham sido suspensas temporariamente.

O tiroteio ocorreu às 8h20 locais em um edifício que pertence a um complexo da marinha americana onde trabalham três mil pessoas. A base naval data do século 18 e é mais antiga instalação da Marinha dos EUA. O local abriga um museu e a residência do chefe de operações navais, além de ser responsável pelo desenvolvimento de armas.