Tornados assustam a América do Sul

0
733

Ventos de até 120 km/h provocam morte de pelo menos 15 pessoas no Brasil e na Argentina

A temporada de furacões nos Estados Unidos está calma, mas ventos acima de 100 km/h provocaram mortes e estragos na América do Sul. No Brasil, mais prcisamente nos três estados do Sul do país, a madrugada desta terça-feira foi de caos: em Guaraciba, em Santa Catarina, quatro pessoas morreram, outras 50 ficaram feridas e casas foram destruídas depois da passagem do tornado. A região está sem energia elétrica por conta do temporal. Na Argentina, a situação foi ainda pior, pois há pelo menos dez vítimas fatais na província de Misiones, próximo à fronteira brasileira.

“Parecem aquelas imagens do furacão Katrina”, descreveu o prefeito de Victor Graeff, Paulo Lopes Godoi, após conferir os problemas causados pelas fortes chuvas e ventania. Várias casas foram destelhadas e árvores derrubadas. Já o prefeito de San Pedro (Argentina), Orlando Wolfart, classificou de “trágica” a situação naquela região. “As casas simplesmente desapareceram”, lamentou.
As fortes chuvas já chegaram a São Paulo, que amanheceu nesta terça-feira com vários trechos alagados. Nas marginais Tietê e Pinheiros, que transbordaram, o trânsito esta horrível, justamente na volta ao trabalho, após o feriado. Pousos e decolagens foram suspensos no Aeroporto de Congonhas, embora a Infraero afirme que o aeroporto funciona por instrumentos.