Três estados se transformam em santuários de imigrantes

0
2919

Em Washington, Novo México e Utah, indocumentados ainda conseguem obter carteira de motorista

ca as autoridades estão cada vez mais intolerantes com os indocumentados, e o caso mais emblemático é no Arizona, há outros em que a convivência é pacífica. Em três deles – Washington, Novo México e Utah – ainda é possível até tirar a carteira de motorista, pois as leis não exigem prova de cidadania ou residência legal no País. São os novos santuários dos imigrantes nos Estados Unidos.

O êxodo de regiões com rígidas políticas imigratórias já está sendo apontado por ativistas como significante, especialmente nos últimos meses. “É difícil ser indocumentado e não ter sequer uma identificação”, admite o mexicano Carlos Hernandez, que se mudou de Phoenix, no Arizona, para a periferia de Seatlle, no estado de Washington. As estatísticas confirmam esta tendência. Somente no último mês de junho mais de três mil imigrantes obtiveram suas carteiras de motorista em Washington, um número considerado exagerado, já que em todo o ano de 2009 foram emitidos menos de seis mil destes documentos a estrangeiros.

O intenso debate sobre imigração, por sinal, tem levado os holofotes do País para os três estados agora considerados santuários. “Essas regiões têm atraído coiotes e oportunistas por anos”, lamenta Brian Zimmer, presidente de um grupo que defende regras mais seguras para concessão de carteiras de motoristas. Por outro lado, os defensores dos imigrantes acreditam que motoristas sem o documento não costumam ter apólices de seguro e tornam o trânsito mais perigoso.

Não se sabe até quando os três estados em questão vão oferecer tais privilégios aos indocumentados. Parlamentares republicanos já estão tentando aprovar leis para mudar a situação, empecialmente no Novo México e Washington. O tema não enfrenta tanta resistência em Utah, onde as carteiras de motorista para não residentes ou cidadãos só têm valor no trânsito, e não para conseguir emprego ou comprar bebidas alcoólicas, por exemplo.