Histórico

Tsunami atinge Ilhas Salomão e mata ao menos 18

Sistemas de alarme alertaram outros países da região

Um tsunami atingiu a costa oeste das Ilhas Salomão, no Oceano Pacífico, depois de um terremoto submarino que chegou a 8 graus na escala Richter.
O governador da província mais atingida, Alex Lokopio, disse à BBC que pelo menos 18 pessoas morreram e mais de 20 ficaram feridas.

O número de vítimas, no entanto, ainda pode mudar porque algumas áreas atingidas são remotas.

O diretor do Conselho Nacional para Desastres das Ilhas disse a jornalistas que alguns vilarejos foram “completamente destruídos”.

‘Parede de água’

Segundo o Centro de Pesquisas Geológicas dos Estados Unidos, o terremoto ocorreu às 7h40 desta segunda-feira (hora local, 17h40 do domingo em Brasília), a 345 quilômetros da capital das Ilhas Salomão, Honiara, e a 10 quilômetros de profundidade.

Em Gizo, cidade com 7 mil habitantes a 45 quilômetros do epicentro do tremor, a maioria das casas e dos edifícios desabou.

“Todas as casas perto do mar desabaram por causa de uma parede de água”, disse a moradora Judith Kennedy à agência de notícias Associated Press. “A cidade inteira ainda está tremendo.”

Há informações de que um hospital local teria sido alagado.

Outros países

O Centro de Alertas de Tsunamis do Pacífico emitiu um aviso para Papua Nova Guiné, o nordeste da Austrália, Fiji e outras ilhas da região.

Houve pânico em Papua Nova Guiné, onde as pessoas correram para lugares altos para fugir das águas que começaram a subir.

Em Nova Gales do Sul, na Austrália, autoridades disseram que o litoral corre o risco de ser atingido por fortes ondas e até inundações, dentro das próximas horas.

Várias praias ao redor de Sydney foram interditadas, e escolas foram fechadas, como medida de precaução.

Especialistas no Japão e no Havaí também estão monitorando a situação.