Vítimas de falso advogado brasileiro começam a ser ressarcidas

0
3021

Ronaldo Melo está preso há um ano; ele foi condenado a devolver o dinheiro e ficará 10 anos em liberdade condiciona

Ana Paula Franco

DIVULGAÇÃO
Ronaldo Melo está preso há um ano

Ronaldo Melo está preso há um ano

Vítimas do falso advogado de imigração brasileiro, Ronaldo Varela Melo, de 39 anos, preso há um ano por roubo, fraude e falsidade ideológica, estão começando a receber parte dos pelo menos $100 mil que ele levou de seus “clientes”. No último dia 1º de maio, ele foi condenado pelo Condado de Broward há um ano de prisão assistida e outros dez anos em regime de liberdade condicional. Para conseguir o benefício, a Corte o condenou a devolver o dinheiro às pessoas que confiaram seus processos imigratórios a ele.

De acordo com informações da polícia, na época, Ronaldo teria feito diversas vítimas em pelo menos cinco estados americanos. Ele se passava por advogado de imigração e prometia que resolveria o caso das pessoas que o procuravam. Quando perceberam que estavam jogando dinheiro fora porque os processos não andavam, os lesados fizeram queixa ao Florida Bar (órgão que regulamenta a profissão de advogado no estado) contra Ronaldo. O órgão abriu um processo de investigação e descobriu que o brasileiro não tinha licença para a prática da advocacia e ele foi preso. De acordo com o boletim de ocorrência, Ronaldo se passava ilegalmente por advogado de imigração a fim de roubar estrangeiros na Flórida e ainda ameaçava seus clientes. Para conseguir mais dinheiro, ele dizia que, caso não pagassem mais, iria denunciar os clientes para o Departamento de Imigração.

O representante comercial Paulo Ferreira, vive em Richmond na Califórnia, é uma das vítimas de Ronaldo Melo. Ele já recebeu de volta $10 mil dos $32 mil que pagou para o falso advogado na época. “Estou feliz e aliviado porque ele foi condenado e a justiça está sendo feita. Tive que vender casa, pedir dinheiro emprestado para pagar os mais de $30 mil dólares que ele me cobrou. Meu caso realmente era difícil, então, aceitei a condição. Ele não fez nada, sumiu com meu dinheiro e ainda me ameaçou dizendo que me denunciaria para a imigração. Pelo menos estamos recebendo parte do dinheiro”.

Depois do golpe que sofreu, Paulo teve que pagar outra advogada para resolver seu caso. Ele conta que seu tio, também vítima de Ronaldo, ainda está preso. “Meu tio foi acusado de trazer pessoas ilegalmente para os EUA. Contratou Ronaldo e está preso até hoje porque nada foi feito”, conta. Paulo hoje está casado com uma americana e aguardando a entrevista no Departamento de Imigração. “Graças a Deus agora minha vida está entrando nos eixos e já já estarei com meu green card”.

Outro imigrante, D.S, que vive em Miami, recebeu em sua casa um cheque de $5,040 e foi informado que tem outros $5,800 para receber.

As vítimas do falso advogado estão sendo notificadas, via Correio, por advogados do Estado e informadas do quanto têm a receber. Outras informações podem ser obtidas no Broward County Courthouse (201 SE Sixth Street, Fort Lauderdale, 33301) ou pelo telefone (954) 831-6955.