Pergunte ao advogado: as dúvidas de imigração dos leitores

0
2185
Imigração em Dia

Colaborou Renata Castro, advogada com escritório em Pompano Beach, telefone (954) 204-0393.

Envie sua pergunta para imigracao@acheiusa.com

Tenho um filho d 19 anos e ele é cidadão americano. Ele já pode começar o processo de imigração para os pais, ou só pode dar entrada com 21 completos?

Renata – O processo de solicitação de benefícios para pais de cidadãos americanos pode ser iniciado somente quando o solicitante (filho ou filha americanos) completarem 21 anos. Não há forma de iniciar o processo com antecedência ao aniversario, salvo para pais de militares onde os mesmos se encontram em processo de defesa de deportação perante juiz de imigração. Para esses casos, é possível solicitar Deferred Action.

Acabei de fazer o exame biométrico (finge prints) em decorrência do meu processo de green card por casamento. Preciso ir ao Brasil com urgência minha mãe está doente. Se eu sair agora posso perder tudo?

Renata – Caso você saia dos Estados Unidos com um processo pendente e antes da emissão do documento de autorização de viagem, seu caso será considerado abandonado e além de perder o valor investido, perderá também proteções legais, como, em alguns casos, a não necessidade de solicitaçao de perdão (waiver). 

Meu pai é cidadão americano. Tem como eu dar entrada no Green Card ou a cidadania sem a ajuda dele?

Renata – Filhos de cidadãos americanos podem ter acesso a cidadania caso sejam cidadãos derivativos. Se o pai e cidadão americano naturalizado, e o filho nunca teve um Green Card, é preciso a intervenção afirmativa do pai cidadão americano.

Ano passado fui tirar o visto de turismo para os EUA com a minha família, mas meu pai estava pagando pena judicial com trabalho social e teve o visto negado permanentemente. O meu e do restante da família foi negado temporariamente e informaram que poderíamos voltar ao consulado e passar por outra entrevista. Mas na época como não seria mais possível fazer a viagem, optamos por não ir atrás do visto novamente. Isso dificultará para eu conseguir o visto novamente agora? E caso eu consiga o visto, poderei ter problemas ao passar na imigração do aeroporto, mesmo sendo apenas por turismo? 

Renata – Vistos de turista são privilégios discricionários, é difícil prever qual será a posição do Departamento de Estado Norte-Americano.

Casei-me tem um ano e meio, tenho work permit, SS, e minha entrevista era para abril deste ano, mas foi cancelado por causa do vírus. Estou com problemas no meu relacionamento e queria saber até onde sou prejudicado se entrar com pedido de divórcio. Também preciso ir ao Brasil, pois minha mãe tem problemas sérios de saúde. Se eu pedir à imigração para conceder-me a liberação para ir ao Brasil posso ter problemas para retornar?

Renata – É importante que, em um caso como o seu, você faça uma consulta individualizada para determinar se você enquadra como vítima de violência doméstica, podendo assim manter seus privilégios imigratórios. O divórcio terá impacto sim no seu caso, se a base da legalização e um casamento com cidadão americano. 

Eu vim para os EUA em dezembro do ano passado como turista, e apliquei para a extensão do status até dezembro desse ano, mas ainda não obtive resposta. Eu gostaria de aplicar para o visto de estudante, é possível fazer isso mesmo sem ter a resposta do meu status?

Renata – É possível solicitar o status de estudante enquanto espera o seu pedido de extensão de turista e decidido; no entanto, será necessário fazer extensões a cada seis meses enquanto seu processo de mudança de status está pendente. Nosso escritório pode ajudá-lo com tal tramite.

Minha irmã tem a cidadania americana e gostaria de saber como é o processo para me candidatar ao Green card. Outra pergunta é se o Green Card pode ser transferível aos meus filhos.

Renata – Você não menciona em sua pergunta onde você mora, e se mora nos EUA, seu status imigratório. Isso é essencial a formulação da resposta correta. No geral, o processo se inicia estabelecendo a relação familiar, a elegibilidade para tal solicitaçao, e por conseguinte o processamento consular. É possível que seus filhos qualifiquem sim, mediante análise da idade dos mesmos no início do caso. 

Sou casado com uma americana desde 2009, porém eu saí dos EUA em 2010 e ainda estou no Brasil. Como ela e eu podemos aplicar para que possa obter meus documentos e voltar para os EUA legalmente? Temos uma filha de 11 anos que está lá com ela.

Renata – Como você entrou nos EUA? Por que saiu dos EUA? O processo, inicialmente, seria o estabelecimento do casamento, e a posterior entrevista com o consulado americano no Rio de Janeiro. No entanto, antes de emitir um parecer final, é preciso estabelecer se você está sujeito a penalidades migratórias que requerem um waiver, ou perdão.

As informações fornecidas acima não constituem aconselhamento jurídico ou geram uma relação advogado-cliente. Além disso, os interessados não devem tomar decisões baseadas apenas nas informações aqui apresentadas. É recomendado consultar com advogado para analisar cada caso individualmente.