Pergunte ao advogado: as dúvidas de imigração dos leitores

0
1415
Imigração em Dia

Colaborou Renata Castro, advogada com escritório em Pompano Beach, telefone (954) 204-0393.

Envie sua pergunta para imigracao@acheiusa.com

Dei entrada no meu processo de green card por casamento em agosto. Até agora apenas recebi o protocolo de recebimento da papelada. É verdade que apenas com este protocolo (I-987) posso ser contratada por uma empresa?

Renata Castro – Indivíduos que solicitam um pedido de green card por casamento só são elegíveis a trabalhar legalmente após o recebimento da autorização de trabalho.

Me casei com um Americano há 1 mês. Tem apenas um no e meio que ele declara imposto de renda. Minha pergunta é: ele poderá aplicar para me dar documentos e quando que ele pode fazer isso?  

Renata Castro – E necessário que ele demonstre que no momento do envio do caso ele possua renda suficiente. Também é obrigatório demonstrar renda por 3 anos.

Olá meu pai é cidadão americano. Tem como eu dar entrada no green card ou cidadania sem a ajuda dele? 

Renata Castro – Infelizmente processos como esse só são possíveis sem a ajuda do seu pai se você foi registrado por ele, e se você derivou cidadania dele no momento do seu nascimento. Também é possível se beneficiar caso você possa determinar que foi vítima de violência doméstica do seu pai – violência física, emocional, psicológica. Sugiro que você faça uma consulta para explorar suas opções.

Minha esposa é americana e estamos juntos há 1 ano e 3 meses. Ela foi casada com um mexicano e deu o green card para ele há 1 ano e 5 meses atrás. Gostaria de saber se tenho chance de receber o green card mesmo que ela já tenha dado a alguém?

Renata Castro – E possível sim, desde que você possa demonstrar que o casamento atual é verdadeiro. Nosso escritório está a disposição para representá-lo nesse caso. info@castrolegalgroup ou +1-954-204-0393

Estou como turista nos EUA e pretendo pedir extensão do meu visto. Mas não consegui trazer minha filha, pois o visto dela foi negado 3 vezes. Tenho uma amiga americana que tem 85 anos e quer nos ajudar levando a minha filha como acompanhante dela devido a idade. Minha filha faz 18 anos em dezembro. É possível? 

Renata Castro – Infelizmente acho que essa manobra seja pouco provável de obter sucesso. Raramente jovens com menos de 18 anos tem seu visto negado tantas vezes; fica a critério da agência imigratória emitir o visto ou não; sua extensão terá pouco peso na decisão.

Sou portadora de Esclerose Lateral Amiotrófica e venho sempre aos EUA com visto de turista para tratamentos médicos. Já apliquei pra extensões de vistos, fui bem sucedida. Minha filha é casada há 2 anos com americano e tem o green card. Existe alguma condição, pelo meu tratamento aqui, de a minha filha aplicar para a cidadania agora para eu ter meu green card e não mais depender de extensões que sempre causa insegurança para retorno? 

Renata Castro – Sua filha só poderá fazer a cidadania quando tiver 3 anos de green card e continuar casada com o cidadão americano. Infelizmente sua condição não impacta a elegibilidade dela de forma negativa ou positiva.

Meu esposo está no EUA a quase três anos legalmente, ele é cubano e entrou por um programa chamado parole. Antes de nos casarmos ele fez o pedido de reunificação familiar, mas foi negado. Fizemos um outro pedido e o site do USCIS diz que o tempo de resposta é de 19 a 25 meses. Pensei em tentar um visto de turismo até que saia a resposta definitiva, qual a melhor opção? 

Renata Castro – Esperar e a melhor opção, ou fazer o pedido de reunificação familiar. Imagino que seja difícil estar longe do seu esposo, mas esperar e o melhor caminho.

As informações fornecidas acima não constituem aconselhamento jurídico ou geram uma relação advogado-cliente. Além disso, os interessados não devem tomar decisões baseadas apenas nas informações aqui apresentadas. É recomendado consultar com advogado para analisar cada caso individualmente.