Pergunte ao advogado: as dúvidas de imigração dos leitores

0
1068
Imigração em Dia

Colaborou Renata Castro, advogada com escritório em Coral Springs (FL), telefone (954) 204-0393.

Envie sua pergunta para imigracao@acheiusa.com

Moro em Massachusetts. Vim para os Estados Unidos com visto de turista em 2016.  Casei-me com um americano em junho de 2017. Recebi permit work e Social Security Number em novembro de 2017. Fiz duas entrevistas em 2018, mas não consegui o green card e me disseram que meu caso ia ser revisto. Em julho de 2020, fiz três anos de casado e em agosto recebi um green card de 10 anos. Existe alguma possibilidade de eu fazer já a cidadania ou tenho que esperar três anos de green card? Acho esse espaço muito útil e sempre indico para quem tem dúvidas. Obrigado pela atenção!

Renata Castro – O período de qualificação para solicitar cidadania é para quem se encontra casado e morando com um cidadão americano que tenha três anos como portador de green card e não de casado. Ou seja, apesar de seu processo ter demorado bastante, o que é uma anomalia, você de fato precisa esperar os três anos de portador de green card. Veja que no seu green card tem a informação que mostra desde quando você é considerado portador. Os três anos são a partir desta data.

Meu esposo é filho de pai cidadão americano, porém ele mora no Brasil há 30 anos. Nós temos um filho menor. Queremos saber se ele, meu filho e eu conseguiríamos a cidadania.

Renata Castro – A descendência ou transferência de cidadania para filhos só ocorre em situações muito específicas. Se o seu marido foi portador de green card em algum momento e o pai se tornou cidadão americano antes de ele completar 18 anos, é possível que ele tenha descendido da cidadania americana. Mas se seu esposo nunca teve o green card ou se o seu sogro se tornou cidadão americano depois do nascimento do seu filho, é preciso iniciar uma petição apropriada para que ele receba o green card, assim como toda a família, e possa residir nos EUA. Sugiro que o processo seja feito o quanto antes, pois, em caso de falecimento do seu sogro, o seu marido não receberá o benefício do green card se o processo não tiver sido inciado.

Por favor, gostaria de informações sobre carta de extensão de green card. Já estou há sete meses esperando o green card permanente e nada! Só tenho a carta. Posso sair dos EUA normalmente?  E se demorar a chegar o green card posso dar entrada na cidadania somente com a carta de extensão?

Renata Castro – Acredito que você esteja se referindo ao Notice of Extension para indivíduos que estão fazendo o green card de dez anos após o recebimento do de dois anos por casamento. Pode fazer a solicitação da cidadania desde que seja elegível: dois anos do green card anterior mais nove meses de pendência desse green card, além de continuar residindo e casada com um cidadão americano. A extensão da residência dá o direito de viajar com o green card vencido e o recibo de extensão. No entanto, a questão de viagem é sempre delicada quando a pessoa não tem conhecimento do caso individual.  Sugiro que você faça uma análise personalizada do seu caso com um advogado. Meu escritório oferece triagem inicial gratuita do seu processo.

Morei ilegal nos Estados Unidos durante cinco anos e meio. Voltei para o Brasil há um ano. Entrei com Visto de Aupair, porém tive o visto cancelado depois de três meses. Recentemente voltei a ter contato com um ex-namorado americano e decidimos nos casar. Existe a chance de eu conseguir o visto K1? Ou ele precisa vir ao Brasil para nos casarmos?

Renata Castro – Você pode sim ter o visto K1, no entanto será necessário fazer um perdão. Baseada nos detalhes que você apresentou, será mais fácil fazer o K1 do que o processo de casamento. Sugiro que assista os vídeos sobre o K1 no meu canal do Youtube, Conexão e Imigraçao USA, e também faça contato com meu escritório para passar por uma triagem inicial gratuita. 

Quem entra nos Estados Unidos pelo “cai cai”, pode voltar para o Brasil? Mesmo estando em processo de pedido de asilo?

Renata Castro – Excelente pergunta!  Entrar pelo “cai cai” não quer dizer que você está fadado a ficar nos Estados Unidos indefinidamente. Você é livre para sair no momento que quiser. No entanto, é preciso ter consciência de que isso pode significar uma saída permanente dos EUA. E pode ser muito difícil que você consiga uma reentrada no País.

Tenho passaporte brasileiro e americano, moro nos Estados Unidos, na Flórida. Meu avô tem 84 anos e está no Brasil sozinho. Como faço para trazer ele para viver comigo aqui? 

Renata Castro – Apesar de você ser cidadão americano, não existe um visto que permita que ascendentes, além de pai e mãe, residam nos EUA com você de forma legal. Portanto, sua única opção seria fazer uma solicitação de green card para os seus pais e, quando eles se tornarem cidadãos, fazerem o mesmo pedido para o seu avô.

Estou nesse país há 12 anos. Entrei pelo México e agora vou me casar com uma pessoa que tem green card. Tenho filhos de 17 e de 21 anos. Eu já paguei um advogado para cuidar da minha documentação. Quais são as possibilidades de conseguir um green card?

Renata Castro – As possibilidades são reais. Como advogada, parto da premissa de que o cliente deve confiar no profissional que está contratando. Não cegamente, mas confiar nas suas capacidades profissionais. Acho preocupante que, apesar de já ter um profissional contratado para cuidar do seu caso, você se sinta desconfortável ou não confiante nas informações passadas por ele. Meu escritório oferece triagem inicial gratuita de casos, se quiser considerar uma mudança de profissional. O seu processo é viável sim. Boa sorte!

As informações fornecidas acima não constituem aconselhamento jurídico ou geram uma relação advogado-cliente. Além disso, os interessados não devem tomar decisões baseadas apenas nas informações aqui apresentadas. É recomendado consultar com advogado para analisar cada caso individualmente.