Pergunte ao advogado: as dúvidas de imigração dos leitores

0
2407
Imigração em Dia

Envie sua pergunta para imigracao@acheiusa.com, que ela será respondida na medida do possível.

Renata Castro, advogada com escritório em Pompano Beach, telefone (954) 204-0393.


Casei com um cidadão americano aqui no Brasil e ele foi morar nos EUA para dar entrada no meu green card. Tirei o passaporte em fevereiro do ano passado antes de nos casar então ele está com o nome de solteira. Preciso tirar outro passaporte com o nome de casada para poder viajar quando sair meu visto?

Renata – Não é preciso mudar o nome no passaporte, mas se você quiser mudar o nome deverá solicitar a mudança junto ao governo brasileiro. A passagem aérea deverá ter o mesmo nome do passaporte.

É possível passar o green card para minha sobrinha caso eu a adote  legalmente? Eu tenho o green card de 10 anos e só posso fazer cidadania em julho de 2020. É possível iniciar o processo tendo só o green card ou tem que ter a cidadania? Ela já está com 15 anos e completa 16 em julho de 2019.

Renata – A adoção nessa fase será de difícil justificativa para a imigração, já que é preciso provar que os pais não têm condições de dar as necessidades básicas para a criança, ou que o estado (no caso o governo brasileiro) retirou a guarda da criança. Caso a criança já esteja nos EUA e os pais tenham aberto mão da guarda da criança, o caminho processo conhecido como SIJS – Special Immigrant Juvenile Status seja mais efetivo que a adoção.

Fui passear em Miami em 2016 para ficar dois meses e fiquei 5 meses. Estou pensando em voltar nesse fim de ano para passar o Natal em NY.  Será que vou ter problemas por conta disso ao entrar?

Renata – Infelizmente não há como antever comportamento do agente imigratório na entrada ao país. Venha preparado para oferecer evidências de seu desejo de retornar ao Brasil ao fim da sua viagem de férias.

Tenho um filho cidadão americano. Qual meio é mais rápido para aplicar para outro filho de outro casamento? Eu tenho green card, é melhor eu ou o irmão fazer o pedido?

Renata – Depende da idade e do estado civil do seu filho do outro casamento. Se o mesmo for solteiro, independente de idade, sugiro que o processo seja feito por você (pai ou mãe com green card), caso contrário o processo só poderá ser iniciado pelo irmão.

Sou brasileira, casei com um americano, em agosto fiz meus digitais, gostaria de saber se posso passar o documento para o meu filho de 21 anos.

Renata – Você só poderá iniciar um processo de solicitação imigratória para seu filho quando você receber a aprovação do seu green card, já que você não pode passar o benefício que ainda não possui.

Sou pastor evangélico, tenho visto religioso que foi aprovado este ano no mês de maio. Já posso dar entrada no pedido do green card?

Renata – O estatuto requer que você seja membro da denominação religiosa por pelo menos 2 anos e que você tenha trabalhado nos últimos dois anos em um cargo religioso. Em vista dessa informação e recomendável que aguarde dois anos da posse do seu visto R-1 para iniciar o trâmite.