Pergunte ao advogado: as dúvidas de imigração dos leitores

0
4470
Imigração em Dia

Colaborou Renata Castro, advogada com escritório em Pompano Beach, telefone (954) 204-0393.

Envie sua pergunta para imigracao@acheiusa.com

Meu noivo tem dupla cidadania (americana e brasileira). Ele mora em New York e eu moro no Brasil. Tentei tirar o visto de turista e foi negado. Como faço para casar? 

Renata – Talvez o melhor seja fazer um visto de noiva, o que permitirá que você entre nos Estados Unidos de forma legal e possa dessa forma se casar, desde que você possa comprovar que vocês se encontraram pessoalmente nos últimos dois anos, e que tem planos de casar dentro do 90 dias da sua entrada. 

Sou cidadã americana e tenho união estável com meu noivo que mora no Brasil.  Pretendo trazê-lo para os EUA. Qual a melhor forma? 

Renata – A maneira mais rápida será um visto de noivo, o que permitirá que ele entre nos Estados Unidos de forma legal e possa dessa forma se casar, desde que você possa comprovar que vocês se encontraram pessoalmente nos últimos dois anos, e que tenham planos de casar dentro do 90 dias da entrada dele.  

Morei nos EUA de 1989 até 2001, quando retornei ao Brasil após a queda das torres gêmeas. Tenho green card desde 1994 e renovei em 1999, porém voltei para o Brasil em 12/2001 e desde então não retornei aos EUA. Agora estou aposentado e gostaria de voltar pois tenho dois filhos que moram aí. Eu poderia ainda renovar esse green card? 

Renata – O seu período de ausência dos EUA fez com o seu green card fosse invalidado. Caso seus filhos sejam cidadãos americanos, um deles pode pleitear nova residência legal para que você possa, mais uma vez, residir de forma legal nos EUA. 

Vim para os EUA em dezembro de 2017 com o visto de turista e me casei em abril de 2018 com um cidadão americano. Ele é ex-militar aposentado e moramos juntos em Washington DC desde então. Nunca apliquei para o green card e estamos indo morar no Brasil. Meu visto de turista vale até 2027 e se eu quiser voltar para os EUA posso vir com visto de turista sendo casado com cidadão ou terei que ir atrás do green card através do consulado lá no Brasil?

Renata – Infelizmente você não poderá entrar novamente nos EUA com o visto de turista, já que acumulou período fora de status de mais de um ano. Minha sugestão é que faça o processo dentro dos EUA antes de se mudar, pois se sair antes disso precisará de um perdão pelo período fora de status. Faça uma consulta com uma advogada de imigração para esclarecimentos relacionados ao seu caso específico. 

Eu moro no Brasil e namoro com um cidadão americano. Estamos querendo nos casar. Com isso, é possível eu visitá-lo nos EUA com visto de turista e depois casar com visto de turista e aplicar para troca de status?  

Renata – A maneira mais rápida será um visto de noivo, o que permitirá que você entre nos Estados Unidos de forma legal e possa dessa forma se casar, desde que você possa comprovar que vocês se encontraram pessoalmente nos últimos dois anos, e que tem planos de casar dentro do 90 dias da sua entrada.

Meu ex-marido e pai dos meus dois filhos é americano, assim como eles. Minha filha pediu minha residência em 24 de julho de 2018. Eu estava no Brasil. Vim para o casamento da minha filha e planejo ficar até setembro.  Alguém me falou que eu terei que fazer a entrevista no Brasil obrigatoriamente. Isso é verdade? Se chamarem enquanto ainda estou aqui, preciso correr de volta ou basta avisar que estou aqui como turista para trocarem o local da entrevista? 

Renata – Você não precisa necessariamente fazer a entrevista no Brasil, apesar disso ser possível. É  recomendável que o processo seja iniciado apenas 91 dias após a entrada do indivíduo, para evitar questionamentos relacionados a intenção do indivíduo que entrou com o visto de turista (entrar com o visto de turista com a intenção de ficar é considerado fraude). 

Isenção de responsabilidade: As informações contidas nesta resposta são fornecidas apenas para fins informativos e não devem ser interpretadas como aconselhamento jurídico sobre qualquer assunto, nem devem ser vistas como estabelecendo uma relação de cliente advogado de qualquer tipo.